Sem categoria
Nenhum comentário

Mudanças do ISS a Caminho

Iss 2 Afiscont Assessoria Fiscal, Contábil E Tributária - Contabilidade em Santos |

Está em Tramitação no Congresso, o Projeto de Lei 461/17 que tem como objeto “Inverter a Ordem para pagamento dos ISS’s”. Atualmente, como funciona o ISS? O valor do recolhimento e dos Repasses (para as empresas enquadradas no Simples Nacional) fica com o município de domicilio das empresas, com exceção das Retenções.

Com a nova  proposta, a totalidade dos ISS pagos e repassados deverá ficar com os municípios em que os serviços forem prestados, independente do domicilio das empresas prestadoras e tomadoras.

O relator do projeto, o deputado federal Herculano Passos (MDB-SP) estabeleceu que todas as decisões sobre futuras regras de apuração do ISS fiquem a cargo do Comitê Gestor das Obrigações Acessórias do Imposto sobre Serviços. A mudança deve atingir empresas como planos de saúde e administradoras de cartões.

Se o projeto for aprovado e sancionado, haverá uma transição para que as Prefeituras não sejam prejudicadas. Pela regra de transição, até o fim de 2020, 66,5% do pagamento de ISS ficam com o município do local do estabelecimento do prestador do serviço e 33,5% com o município do domicílio do tomador. Em 2021, a porcentagem será invertida. Já em 2022, 15% fica com a cidade do prestador de serviço e 85% para o município do cliente que recebe o serviço. Em 2023, 100% do ISS fica com o município em que o serviço é realizado.

Vale Ressaltar que é apenas um projeto de Lei, então ainda esta em tramitação… assim que houver qualquer novidade, informaremos por aqui.

 

Débora Trigo

Ruben Trigo de Moura

Você pode gostar também

Categorias

Arquivos

Sem categoria

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Recomendado
Na ultima Quinta-Feira (dia 12/Dezembro) o Supremo Tribunal Federal (STF)…